Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular

recuperação de corpo estranho endovascular


 

O que é a recuperação de corpo estranho guiada por imagem?

Recuperação de corpo estranho endovascular é a remoção, recuperação ou manipulação de um item que tenha sido introduzido no interior de um vaso sanguíneo utilizando um método de imagem para orientar a captura. Corpos estranhos são objetos provenientes do exterior do corpo e são geralmente resultados de outros procedimentos médicos, sobretudo dispositivos endovasculares (seja nas artérias ou veias), que tenham quebrado em pedaços menores e tenham se deslocado ou foram erroneamente colocados em locais indesejados. Os corpos estranhos também podem estar em locais extravasculares, tais como o sistema biliar ou urinário e tecidos moles.
 

Como o processo funciona?

Se você estiver utilizando qualquer medicação que impede a coagulação do sangue, você vai parar de tomá-la antes do procedimento, se possível.
Você não deve comer nada por pelo menos oito horas antes de iniciar o processo. Durante o procedimento, uma agulha será colocada em uma de suas veias para facilitar o acesso durante o procedimento, e a equipe médica o acompanhará durante todo o procedimento.
A técnica utilizada no procedimento depende se o objetivo é remover ou reposicionar o corpo estranho, assim como o tipo e a localização do produto.
Há certo número de sistemas e dispositivos de captura que podem ser usados para o procedimento. As ferramentas mais comuns para remoção endovascular são: um dispositivo de armadilha, que consiste em um anel de arame; um cateter laço; um dispositivo usado para inserir um cateter e um dispositivo que ajuda a mover em torno de fios durante procedimentos difíceis. O dispositivo é posicionado num vaso sanguíneo para capturar o corpo estranho, que é então recuperado dentro do introdutor e para fora do corpo.
Recuperação de corpo estranho percutâneo é geralmente realizada como um procedimento no paciente, de modo que você pode ficar no hospital durante a noite. O local da punção e seus sinais vitais serão monitorados durante as primeiras 4-6 horas após o procedimento.
 

Por que fazer isso?

Há uma série de razões pelas quais você pode ser aconselhado a passar por uma recuperação de corpo estranho percutânea.
Há certo número de riscos associados a corpos estranhos, incluindo complicações sépticas devido a bactérias sobre o corpo estranho, assim como o risco de stent e molas se  deslocarem, podendo causar a formação de coágulos  e restringir o fluxo de sangue no vaso. Filtros de veia cava inferior e fios-guia fragmentados podem perfurar a parede da veia.
Possíveis corpos estranhos vasculares incluem cateter fragmentado ou mal posicionado, filtro de veia cava inferior, cateter arterial, fio-guia, stent deslocado ou materiais embólicos (como uma mola).
Corpos estranhos não vasculares possíveis incluem cateter ureteral deslocado, stent biliar e cateter.
O procedimento pode não ser adequado para você, caso tenha um distúrbio de coagulação do sangue.
A taxa de sucesso de recuperação de corpo estranho é muito alta - mais de 90-95% das tentativas de recuperação endovasculares são bem sucedidas. Se o corpo estranho não puder ser recuperado usando uma técnica minimamente invasiva, ou o seu médico pensar que uma recuperação endovascular do corpo estranho seria muito difícil ou muito arriscada, ele pode sugerir uma abordagem cirúrgica tradicional.
 

Quais são os riscos?

Os riscos associados ao procedimento são bastante raros e geralmente não requerem tratamento. As complicações mais comuns são hematomas na virilha e arritmia cardíaca.

Condições clínicas relacionadas

CÂNCER RENAL

Sistema: Genito-urinário

CÂNCER DE FÍGADO

Sistema: Digestório

MIOMA UTERINO

Sistema: Genito-urinário