Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular

Filtro de veia cava inferior: colocação e recuperação

Filtro-de-veia-cava-inferior
 

O que são a colocação e a recuperação de um filtro de VCI?

Filtros de VCI são dispositivos de metal que se destinam a ser utilizados na veia cava inferior (VCI), a veia grande que transporta o sangue venoso da metade inferior do corpo de volta para o coração.
A embolia pulmonar é um bloqueio na artéria principal do pulmão, e filtros de VCI podem ser usados para prevenir ou controlar embolia pulmonar consequente da trombose venosa profunda (TVP) e podem ser temporários ou permanentes. A forma de um filtro de VCI se assemelha à armação de um guarda-chuva e funciona de maneira semelhante.
 

Como o processo funciona?

O radiologista intervencionista insere um tubo de plástico de 3 mm (chamado bainha) na veia do pescoço ou da virilha. Ele vai guiar o dispositivo até a veia cava inferior, local em que o filtro vai ser colocado.
Se você receber um filtro de veia cava inferior temporário, o radiologista intervencionista o removerá após o período necessário de tratamento. Para remover o filtro, será inserido um longo tubo de plástico e um sistema para captura (como um pequeno laço).
 

Por que fazer isso?

Há uma série de tratamentos disponíveis para controlar ou prevenir a embolia pulmonar e a trombose venosa profunda, incluindo terapia conservadora, filtros de VCI, trombólise sistêmica intravenosa, trombólise via cateter e tratamento cirúrgico.
A indicação para este tratamento depende de uma série de fatores, incluindo quão estável seja a sua pressão arterial e quão bem o seu coração esteja trabalhando. Outros fatores que serão levados em consideração são o tipo de filtro de VCI e sua situação clínica. A colocação permanente significa que você terá que tomar medicação para evitar a coagulação do sangue para o resto de sua vida.
 

Quais são os riscos?

Existem alguns riscos menores, incluindo infecção e hematoma no local da punção no pescoço ou na virilha. Os principais riscos são: o filtro deslocar para outra parte do seu corpo, o desenvolvimento de outro trombo, ou uma perna do filtro VCI romper a parede da veia – o que pode ser doloroso e evoluir com sangramento significativo.
Se você tem um filtro VCI permanente, a medicação e a prevenção de coágulos deverão ser mais rigorosas.

Condições clínicas relacionadas

MIOMA UTERINO

Sistema: Genito-urinário

CÂNCER DE FÍGADO

Sistema: Digestório

CÂNCER RENAL

Sistema: Genito-urinário