Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular

Câncer de Pulmão



Sistemas: Respiratório
Procedimentos: Ablação / Angiografia / Biopsia / Marcação tumoral (pré-operatório) / Portais de acessos venosos / Vertebroplastia
Visão geral
O cancro do pulmão refere-se ao crescimento celular descontrolado no tecido pulmonar. O principal fator de risco para câncer de pulmão é a exposição ao fumo do tabaco, que é responsável por 80 a 90% dos casos de câncer de pulmão. Outras causas incluem fatores genéticos, exposição ao amianto e poluição do ar.
O câncer primário de pulmão, ou seja, o que começa no pulmão, geralmente se origina a partir de células que ajudam a proteger ou estão anexas ao órgão. Os pulmões são o local mais comum de câncer primário em todo o mundo. Doença pulmonar metastática, por outro lado, ocorre quando as células cancerígenas se espalhamde outra parte do corpo e vão parar no pulmão.

Sintomas
O câncer do pulmão tem uma variedade de sintomas, incluindo tosse persistente, chiado e falta de ar, bem como tosse com sangue, especialmente em fumantes. Você também pode perceber perda de peso, febre, fadiga e deformidades nos dedos das mãos e unhas.
Compressão e invasão de estruturas perto do tumor podem, também, causar outros sintomas, incluindo dor no peito, rouquidão e inchaço na face e pescoço - se houver um bloqueio impedindo que o sangue retorne para o coração (resultando em uma condição chamada de síndrome da veia cava superior).

Diagnóstico
Há uma série de testes que podem ser utilizados para diagnosticar o câncer do pulmão. O primeiro passo envolve, frequentemente, uma radiografia de tórax. Uma tomografia computadorizada pode ser usada para fornecer mais detalhes sobre o tipo, localização e extensão da doença.
Na maioria dos casos, um especialista também terá que realizar uma biópsia para obter e analisar uma amostra de tumor. Isso geralmente é feito por meio de uma broncoscopia, em quese insere nos pulmões um tubo estreito (endoscópio), através da boca ou do nariz e traqueia, e depois são tiradas pequenas amostras de tecido, utilizando um pequeno dispositivo. Também pode ser feito com uma agulha de biópsia guiada por imagem, em que o especialista usa tomografia computadorizada para orientação, ao mover uma agulha para a área da qual a amostra é retirada.
Se o câncer está no ápice de um pulmão, eo especialista suspeita que está invadindo a rede de nervos no pescoço, peito (chamado plexo braquial) ou no sistema vascular, poderá ser solicitadauma ressonância magnética.
Outra maneira de detectar alguns tipos de células cancerígenas é por meio de uma tomografia por emissão de pósitrons (PET), que envolve a injeção de uma pequena quantidade de um marcador,que viaja através do sangue e se acumula em órgãos e tecidos, permitindo ao especialista ver certas áreas de captação mais claramente.

Tratamento
As opções de tratamento disponíveis para o paciente dependem das características específicas do câncer, incluindo o seu tipo de célula, localização, se tem ou não metástase e quão bem o coração do paciente e o sistema respiratório estão funcionando.
A cirurgia é considerada o principal tratamento curativo. Se a cirurgia não é uma opção para um paciente, e a doença está limitada ao pulmão, uma técnica intervencionista chamada ablação guiada por imagem pode desempenhar um papel importante. Esse procedimento envolve um radiologista intervencionista, usando a orientação por imagem,que insere uma agulha no interior do tumor para ser destruído.  Essa técnica utiliza energia de radiofrequência (ablação por radiofrequência), calor de micro-ondas (ablação por micro-ondas) ou um gás que congela o tecido (crioablação).
Os pacientes que sofrem de carcinoma do pulmão incurável ou de pequenas células podem melhorar a qualidade e a duração da sua vida, passando por quimioterapia e radioterapia (em que os raios-X de alta energia estão voltados para o local do câncer).

Procedimentos Relacionados

ABLAÇÃO PERCUTÂNEA DE TUMOR

Sistemas:  Respiratório / Músculo esquelético / Digestório / Genito-urinário